“Não sabes , não ouviste que o eterno Deus o Senhor, o Criador dos confins da terra, não se cansa nem se fatiga? E inescrutável o seu entendimento. Ele dá força ao cansado, e aumenta as forças ao que não tem nenhum vigor. Os jovens se cansarão e se fatigarão, e cairão, mas os que esperam no Senhor renovarão as suas forças; subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; andarão, e não se fatigarão” (Is 40.28-31).

No mês dedicado a Juventude, que é sinônimo de força, alegria, visão e entusiasmo (essa palavra vem do grego enteos, que vem de dentro para fora, a força de Deus que emana de cada um de nós), refletiremos sobre esse conhecido e belíssimo texto de Isaías.

Esta fase da vida é fantástica se bem vivida e aproveita- da. Infelizmente, milhares de jovens, ao longo dos anos, perdem suas vidas. Quando visitamos os cemitérios ficamos impressionados com o número de jovens que partiram para a eternidade, vítimas de doenças, acidentes e homicídios.

Mas, o que significa aproveitar bem a vida na fase da juventude? Para muitos, é aproveitar as baladas, as drogas e todas as formas possíveis de promiscuidade, o que tem levado muitos jovens a destruição total ou parcial. As estatísticas estão aí para provar essa situação terrível e alarmante.

Mas, para um jovem consciente e cristão, além de desfrutar das coisas boas e saudáveis da vida, boas amizades, bons divertimentos e lazer, sua alegria maior é quando ele descobre como é servir ao Senhor com todas as suas forças. Servir ao Senhor com alegria e gratidão demanda submissão e temor, que é o profundo respeito às coisas concernentes ao Senhor Jesus Cristo.

Querido jovem, essa fase magnífica da vida infelizmente também passa, por isso, precisamos atentar para o conselho e alerta do pre- gador: “Alegra-te jovem, na tua mocidade, e anime-te o teu coração nos dias da tua mocidade, e anda pelos caminhos do teu coração, e pela vista dos teus olhos; sabe, porém, que por estas coisas Deus te trará a juízo. Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mo- cidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos em que dirás: Não tenho prazer neles;” (Ec 11.9; 12.1).

Mas graças a Deus que a juventude também pode ser entendida como “estado de espírito”, por isso, o nosso maravilhoso Senhor diz: “Os jovens se cansarão e se fatigarão, e cairão, mas os que esperam no Senhor renovarão as suas forças; subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; andarão, e não se fatigarão” (Isaías 40.30-31).

O Senhor abençoe grandemente nossa juventude e sejamos todos integralmente submissos a Cristo com alegria e gratidão!

Levir Perea Merlo, colaborador de OJB

 

Siga a CBP!