Entre os dias 20 e 22 de junho, a CBP realizou a 91ª Assembleia, que juntamente com as celebrações dos 100 anos da Convenção, resultou em uma grande festa com a presença de muitas pessoas que fizeram e fazem parte desta história.

Autoridades municipais e estaduais estiveram presentes, prestigiando a abertura das comemorações do Centenário da CBP. Ao longo da programação, ex-presidentes e executivos foram homenageados, com destaque para a diplomação do presidente de honra, Pr. João Reinaldo Purin. A mensagem da celebração do Centenário ficou a cargo do Pr. Paschoal Piragine Jr, presidente da PIB Curitiba.

Após a abertura e instalação da assembleia na quinta-feira (20/06), aconteceu o lançamento do livro do centenário "100 anos Proclamando o Reino de Deus", que conta um breve histórico sobre a origem da Convenção Batista e o desenvolvimento do trabalho Batista no Estado. Você pode adquirir o seu exemplar pela livraria evangélica de Curitiba.

Na sexta-feira (21/06), ocorreu a eleição da nova diretoria da CBP para o biênio 2019/2021. À noite, durante o culto missionário, os irmãos presentes puderam conhecer os resultados dos trabalhos realizados pela Cristolândia, além dos testemunhos do missionário indígena Adão Krekanh Paulista e de Antônio e Edinalva Pereira, missionários ciganos apoiados pela Convenção. O Pr. Izaias Querino, diretor executivo da CBP, foi o preletor da noite.

Durante o sábado (22/06), aconteceram os congressos das organizações da CBP e também o encontro das associações de educadores cristãos, músicos, esposas de pastores, dentre outras. Nestes encontros, os participantes se envolveram em conversas temáticas, além das eleições de diretorias e conselhos.

No culto de celebração da noite de sábado, a mensagem foi conduzida pelo Pr. Michel Piragine desafiando a nova geração para um engajamento denominacional e missionário. Também foi empossada a nova diretoria, sob a oração e bênção de mais de 3 mil irmãos presentes. Abaixo, a diretoria eleita para o biênio 2019/2021:

- Presidente: Hilquias da Anunciação Paim;
- 1º Vice-Presidente: Nivaldo Aparecido Cavallari;
- 2º Vice-Presidente: Paulo Nogueira Real;
- 3º Vice-Presidente: Romildo Nunes Mendes;
- 1º Secretária: Vanessa Bockhorni Guidoni Tomazini;
- 2ª Secretário: Marcílio de Oliveira;
- 3ª Secretária: Joice Siqueira da Silva Baldassarre.

Durante o ano do centenário, várias ações serão realizadas visando a proclamação do reino de Deus no estado do Paraná. O encerramento está marcado para os dias 11 a 14 de Junho de 2020 no Congresso de Avivamento e Discipulado.
NOSSA HISTÓRIA

A Convenção Batista Paranaense nasceu com a visão de unir os batistas paranaenses com vistas ao fortalecimento da obra de Deus. Com uma obra evangelística ainda nascente no solo desse Estado, alguns pastores compreenderam que o trabalho conjunto trazia mais benefícios do que o separado.

Os batistas possuem sua origem entre os separatistas ingleses do século XVII. Um grupo de cristãos com certas afinidades teológicas, descendentes dos puritanos ingleses, começa a reunir-se com a intenção de buscar a Deus. Eles ainda não possuíam toda a teologia ou doutrina hoje aceitas pelos batistas. Esse grupo, com a intenção de evitar a perseguição religiosa, foge para a Holanda em busca de liberdade religiosa.

Essa fuga aproxima-os de um grupo anabatista chamado Menonitas, liderado por Meno Simons. No ano de 1608 ocorre o primeiro batismo da história dos batistas sob a liderança de John Smyth e Thomas Helwys, ainda em solo holandês, fato que marca o início desse povo.

Por conta da grande importância econômica ainda existente no Nordeste, a obra batista seguiu essa direção. Os esforços missionários são direcionados ao estado da Bahia. Deste estado a obra batista irradiou em direção aos demais estados do Nordeste e do Sudeste. Foi exatamente de um estado da Região Sudeste que veio para o Paraná aquele que começou uma obra evangelística que resultaria na Primeira Igreja Batista de Paranaguá: Samuel Pires de Melo.