A doação, como um ato voluntário, acontece em prol do bem coletivo e da solidariedade social. Graças a esse pensamento que cerca de 70 jovens, de idades entre 5 e 15 anos, tiveram suas vidas contempladas com instrumentos musicais com o Descobrindo Talentos.

O projeto, que oferece aos jovens aulas e ensaios com o uso de instrumentos musicais, é gratuito e, por isso, precisa de doações para garantir sua sobrevivência. Ao solicitar, ao final de um culto na igreja, a doação de violões para início das aulas, a fundadora e coordenadora do Descobrindo Talentos, dona Anita, foi surpreendida com a doação de 3 mil reais do grupo Atletas de Cristo. Com o dinheiro arrecadado desta e de outras doações, dona Anita conseguiu comprar dois violões, duas guitarras, um baixo, um teclado, saxofone, trompete, cavaquinho, outros instrumentos musicais e capas para eles.

A coordenadora relata que sempre teve vontade de ajudar a sociedade de alguma forma e, por ser apaixonada por música, pensou em unir os dois. “A ideia é não apenas ensinar música aos jovens, mas também a como conviver e se relacionar em grupo, estimular novas amizades e o respeito ao próximo”. Para Anita, essa é uma estratégia que funciona e reflete positivamente na vida desses jovens.

A partir dos recursos doados, da disponibilidade e dedicação do professor de música, João Vitor, as aulas puderam se iniciar e os jovens ganharam, em sua rotina, o acesso às aulas e à realização de seus sonhos. Prova disso são as gêmeas Vitória e Valéria, de 16 anos. As duas iniciaram no projeto em setembro de 2016, após a mãe das meninas ver uma divulgação do projeto em um posto de saúde. Vitória conta que antes do projeto não sabia tocar nenhum instrumento e nunca havia feito nenhuma aula. Agora, além de saber tocar violão e teclado, também aprendeu a controlar a respiração e não machucar as cordas vocais. Mesmo nova, Vitória, que ainda sonha em aprender guitarra e bateria, já sabe o que espera do futuro. “Eu sempre gostei de música, sei que a música nunca vai sair da minha vida, eu e minha irmã vamos fazer faculdade de música.”

Sobre o projeto – Criado em agosto de 2016, o Descobrindo Talentos promove aulas de música semanais na Igreja Batista, Rua Vitor Dewor, 688 no bairro Jardim Gabineto, em Curitiba. Atualmente são cerca de 70 crianças e adolescentes beneficiados com a iniciativa. O trabalho é mantido com doações da comunidade e valores arrecadados em bazares. Para saber mais, acompanhe a página do Descobrindo Talentos no Facebook.

CONHECENDO MAIS O PROJETO

O projeto Descobrindo Talentos, criado no segundo semestre de 2016, acontece semanalmente na Igreja Batista do bairro Jardim Gabineto, em Curitiba. Aos sábados pela manhã, crianças e adolescentes entre 5 e 15 anos reúnem-se para o aprendizado de violino, violão, baixo, guitarra, teclado, flauta, bateria, cavaquinho, trompete e saxofone.

Com cerca de três horas/aula, ministrado por um professor de música, o projeto conta com a participação de uma média de 30 a 40 jovens por encontro, que dividem-se em três categorias: enquanto uns aprendem sobre instrumentos de percussão, outros estudam instrumentos de corda e/ou de sopro. A iniciativa atende a população do bairro e região, e para se inscrever, o interessado pode ir até o local e preencher a ficha de inscrição.

Segundo a coordenadora do projeto Maria Anita de Matos Hartmink, a ideia veio da união entre a paixão por música e o desejo de auxiliar sua comunidade. Dessa forma começou a sua busca por um professor, que assim como ela, tivesse a vontade de trazer novos acordes para a vida dos jovens. “Com a ajuda de Deus, conseguimos encontrar um professor, com mais de 30 anos de profissão, que abraçou a causa. Assim começamos a trabalhar com crianças e adolescentes, em um projeto 100% gratuito que atendesse à todas as realidades”, relata.

Realizada na própria igreja, que arca com as despesas e manutenção do espaço, a ação busca para 2018 a expansão e otimização da estrutura para a recepção de novos alunos. O objetivo é que sejam criadas duas salas para as aulas, e que sejam reformados o banheiro e a cozinha do local. Com o esboço da nova planta já desenhado, o projeto agora precisa do apoio da comunidade e de quem estiver interessado em colaborar para que a reforma saia do papel.

Mayara Paiva – Assessora de Imprensa

Foto de May P