Um programa de TV, especificamente sobre saúde, terminou com esta afirmativa de um médico: “Se o conhecimento apenas bastasse, não haveria nutricionista gordo e nem médico fumante”.

Conhecimento é ciência, erudição, acervo estatístico, ideias, conceitos e informações. Sabedoria é a arte de viver bem. Por isso é mais fácil adquirir conhecimento que alcançar sabedoria.

Pode haver pessoas talentosamente intelectuais, mas excelências reduzidas em sabedoria.

Provérbios 1.7: “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria…”. Temor, no sentido essencialmente prático, é o cuidado de seguir as regras. Este é o sentido mais nobre do temor que o atleta tem do juiz: é jogar de acordo com as regras do jogo. Igualmente, motorista sábio é aquele que dirige com temor, isto é, com respeito às leis do trânsito, pois ao contrário o resultado seria fatídico.

Então, temor de Deus é o cuidado de agir em sintonia com as normas do Senhor da Vida. O texto diz que no temor do Senhor está o princípio da sabedoria: a única base firme e segura para viver bem, para agir como convém. “A pessoa sábia sempre pensa antes de agir…” (Pv 13.16). Sábio não é quem tem mais, quem pode mais, quem sabe mais; é quem age mais de acordo com aquilo que sabe. O sabor do saber é saber fazer. Não é só conhecimento, porque sabedoria é harmonizar bem saber e fazer, como nesta síntese magnífica de Jesus: “Se vocês sabem e fazem estas coisas, são pessoas felizes” (Jo 13.17).

Siga a CBP!