A palavra de Deus nos revela que possuímos três corpos: corpo, alma e espírito, esta verdade é expressa de forma clara e inquestionável em 1Ts 5.23: “O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo”, sendo assim, não podemos deixar de lado essa revelação deixada pelo Espírito Santo a Paulo para entendermos a importância do cuidado com nosso corpo. Se Deus nos fez em três corpos e somente dois deles são eternos, porque cuidar também do que é nossa morada passageira? Será que devemos desprender igual atenção para os três corpos? Dúvidas como essas precisam ser sanadas dentro dos praticantes do evangelho.

Nosso maior exemplo é Jesus, que com toda certeza era um atleta e se alimentava muito bem, pois não conseguiria completar seu ministério parado em uma cidade ou andar após encher a barriga de “coca cola” com feijoada, Ele andava muitos quilômetros por dia se deslocando para onde o Espírito O impulsionava, da mesma sorte, os seus discípulos que andavam com Ele e a multidão que O seguia a procura de milagres, assim, concluímos que o povo daquela época não era sedentário. Hoje em dia, o que mais vemos no meio cristão é a total paralisia das funções do corpo aliada a péssima alimentação, conseqüentemente muito cansaço, preguiça e enfermidades vem assolando o povo de Deus. Vejamos o que o apostolo Paulo nos diz a esse respeito: “1 Coríntios 6:19-20 – Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de vocês mesmos? Vocês foram comprados por alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus com o seu próprio corpo.”

Há uma exortação de Deus vinda através de Paulo a igreja de Corintos onde diz: “Acaso não sabem…”, trazendo a memória daquelas pessoas algo já conhecido ou de fácil assimilação, que o corpo delas não era delas mesmo, mas sim santuário de Deus, devendo ser cuidado e exposto de maneira que glorificasse o dono dele, Elohim. O cuidado com o corpo vai desde fatores externos a fatores internos, ou seja, de cuidados higiênicos, não exposição do corpo, etc. a alimentação e jejum, não podendo alegar ignorância quanto essas verdades. É certo que nossa maior preocupação é fazer a vontade de Deus, mas quem disse que cuidar do corpo não é a vontade de Deus?  Recordando 1 Ts 5.23: “e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo”, a palavra de Deus afirma que os nossos três corpos devem ser conservados íntegros e irrepreensíveis até a volta de Cristo, então tudo é importante!

Independente da moda vigente, nós cristão precisamos nos preocupar com nossa apresentação diante do mundo, não por vaidade e não com o intuito de “forçar” um status, tudo feito de maneira equilibrada, pois a palavra nos ensina: “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma” (1 Co 6: 12). Em 1 Timóteo 4:8 nos informa: “Pois o exercício físico para pouco é proveitoso, mas a piedade para tudo é proveitosa, porque tem a promessa da vida que agora é e da que há de ser”. Note que este versículo não diz que o exercício não tem valor! Ele diz que o exercício tem algum valor, mas mantém as prioridades corretamente ao dizer que a piedade é de maior valor. Então, claramente não há nada de errado no fato de um cristão se exercitar. Na verdade, a Bíblia é clara ao dizer que nós devemos cuidar bem dos nossos corpos (1 Coríntios 6:19-20). Efésios 5:29 nos diz: “Porque ninguém jamais odiou a própria carne; antes, a alimenta e dela cuida…” A Bíblia também nos adverte contra a gula (Deuteronômio 21:20; Provérbios 23:2; 2 Pedro 1:5-7; 2 Timóteo 3:1-9; 2 Coríntios 10:5). Ao mesmo tempo, a Bíblia nos adverte contra a vaidade (1 Samuel 16:7; Provérbios 31:30; 1 Pedro 3:3-4). (SHEDD, 2009)

Quanto ao jejum, muitos costumam dizer que o jejum é agressivo ao corpo e a saúde, se engana quem pensa dessa forma, estudos recentes nos mostram que jejuar é uma arma excelente para desintoxicar nosso organismo, fazendo bem ao corpo por que elimina as toxinas. “A confirmação desses pontos positivos relacionados ao jejum levanta novas questões como o jejum melhora a saúde ou se ele simplesmente indica um estilo de vida saudável”. (Dr. Benjamin Horne)


O que a Bíblia diz sobre a saúde? Seja saudável! Como alcançamos este objetivo? Ao fazermos exercícios não muito pesados, comendo bem e moderadamente. Este é o padrão Bíblico para a saúde e para o exercício físico.

Por, BARBOSA, Rafael da Silva
rafasbarbosa@hotmail.com
Disponivel em: https://www.webartigos.com/artigos/o-cuidado-com-o-corpo-a-luz-da-biblia/124869

Siga a CBP!