Recentemente, um grupo de fãs adolescentes iniciou uma campanha no intuito de que a Elsa, personagem do filme de animação musical “Frozen” tenha um par romântico. Até aí tudo bem. Contudo, o mais assustador é que a sugestão do grupo é que Elsa tenha uma namorada. Uma personagem de desenho infantil, cuja maioria de seu público é formada por crianças de quatro a seis anos pode se tornar lésbica! E até a atriz Idina Menzel, dubladora de Elsa, apoia que a personagem ganhe uma namorada na sequência do filme. Ora, se as pessoas querem namorar outras pessoas do mesmo sexo, o problema é delas. Cada um faz o que bem entende da vida. Agora, o absurdo e o cúmulo da arrogância por parte dos militantes gays é achar que estão no direito de impor isso no entretenimento dâs nossas crianças. E isso não fica somente na área do entretenimento norte-americano. Pois no Brasil, o Governo Federal, através do Ministério da Educação, lançou uma campanha chamada “Brasil contra a homofobia”. Até aí tudo bem. Todavia, essa campanha distribuiria cartilhas e vídeos com meninos e meninas exibindo seus órgãos genitais entre si. Figuras que representavam meninas de sete anos trocando beijos e carícias. Graças a Deus, esse material não foi distribuído para as nossas crianças. Não me canso de repetir: se não cuidarmos das nossas crianças, a sociedade cuidará do jeito dela. É necessário investir tempo e oração na vida dos nossos pequeninos. Educar os filhos não deve ser visto como uma obrigação por parte dos pais. Devemos ver isso como um privilégio. Devemos ter alegria em poder ensinar algo de bom aos nossos filhos. Eles dependem de nós. Participe da vida dos seus filhos, interaja com eles.
Procure saber o que eles aprendem na escola, com quem andam na hora do intervalo. Seja ativo, presente. Não deixe que a sociedade, a TV, a internet, a cultura ou o governo tomem o seu lugar de educador na vida do seu filho. Muitos dizem que não têm tempo. Ora, se você não tiver tempo para investir na vida dos seus filhos, qual é então o sentido da sua vida? Se seus filhos não são prioridades para você, é melhor você rever a sua vida.
Edson Landi