TODOS JUNTOS



Uma das maneiras mais eficientes de proclamar o evangelho é através da unidade do povo de Deus. Isto está muito claro na oração de Jesus para seus discípulos. João 17: 21, E peço que todos sejam um. E assim como tu, meu Pai, estás unido comigo, e eu estou unido contigo, que todos os que crerem também estejam unidos a nós para que o mundo creia que tu me enviaste. “Pai quero que sejam um... para que o mundo creia...” Os crentes e as igrejas Batistas precisam estar juntas para que o Reino de Deus se expanda. Foi para ajudar a manter essa unidade que em 1919, aqui no Paraná, as poucas igrejas e líderes da época se uniram para criar a Convenção Batista Paranaense e consequentemente, existimos a 101 anos.

Uma igreja, pode até sobreviver sem convenção, mas com certeza sofrerá algum dano, como por exemplo a perda de sua identificação, tornar-se-á descaracterizada e isolada. Ou tentará tornar-se uma denominação. Cooperar, fala muito da nossa característica como batista, pois é uma das maiores marcas que temos, como afirmamos anteriormente, é a comunhão e cooperação entre Igrejas, que formam as Convenções e as Associações.

Uma igreja que coopera com as outras, ganha muito em qualidade de vida em comunhão, os crentes se tornam mais amáveis e solidários, e isso vai certamente refletir na igreja local. Como é diferente conversar com um crente que conhece e vive com crentes de outras igrejas coirmãs, até sua linguagem é diferente, seu entusiasmo e sua alegria são notados com facilidade, até sua autoestima é mais elevada. Isso é algo que me fascina, crentes juntos.

Fazer da igreja local um gueto onde nos isolamos de tudo e de todos e só vemos o que fazemos pode tornar-se até deprimente e depressivo para alguns cristãos. Na comunhão crescemos mais e amadurecemos. Lembro-me de uma citação: “Ninguém se conhece diante do espelho, mas na convivência com outras pessoas.” Uma igreja em cooperação tem parâmetros para se medir e se avaliar. Faz muito mais que sozinha. Vai muito mais longe que sozinha. É muito mais dinâmica que sozinha. Se porventura deixamos a nossa comunhão, naturalmente buscamos uma outra, pois é impossível viver só.

Vale a pena viver na “comunhão batista”. Jesus orou para que estivéssemos juntos, andássemos juntos e trabalhássemos juntos. Precisamos nos juntar. As convenções nos ajudam a ser um povo.
Izaias2

Izaias Querino,

Diretor Geral da Convenção Batista Paranaense, natural do Espírito Santo é casado com Geise Monteiro; formado em Teologia pelo Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil, RJ. Tem três filhos: Leonardo, André e Evelize; e três netos. Pastoreou a Pib de Apucarana e a Pib de Paranaguá, no Paraná e a IB Central de Teresópolis, no Rio de Janeiro. Dedica-se à promoção de treinamentos de pastores e líderes e tem exercido várias funções na denominação Batista. Tem pregado a Palavra de Deus no Brasil, em vários países da América do Sul, na Europa e nos Estados Unidos. É Diretor Geral da CBP desde 1994.