Jesus foi o maior líder que o mundo conheceu. Ele nos ensinou a servir. Ao responder à mãe de Tiago e João, que queria que seus filhos O ladeassem no Seu reino, o Mestre deixou claro: “Não sabeis o que pedis; podeis beber o cálice que estou para beber? Eles lhe responderam: Podemos. Então Jesus disse: Certamente bebereis o meu cálice; mas o sentar-se à minha direita e à minha esquerda, não me compete concedê-lo; isso será dado para quem está preparado por meu Pai” (Mt 20.21-23). Ao ouvir isto, os demais discípulos se indignaram contra os dois irmãos (Mt 20.24). Então, Ele os chamou para junto de Si e lhes disse: “Sabeis que os governantes dos gentios os dominam, e os seus poderosos exercem autoridade sobre eles. Não será assim entre vós; pelo contrário, quem quiser tornar-se poderoso entre vós, seja esse o que vos sirva; e quem entre vós quiser ser o primeiro,será vosso servo, a exemplo do Filho do homem, que não veio para ser servido, mas para servir e para dar a vida em resgate de muitos” (Mt 20.25-28). Jesus Cristo, sendo Senhor, se fez Servo-Sofredor para a Glória do Pai e por nos amar. Como líder, Jesus Cristo serviu as pessoas com amor incomparável, de acordo com João 15.13-14. Ele deu a Sua vida por nós na cruz. Ele se humilhou e viveu entre nós como quem serve. O apóstolo Paulo compreendeu esta verdade em Filipenses 2.5-8. O Senhor Jesus é o nosso modelo de alguém que a Si mesmo se humilhou, negando-se a Si mesmo e tomando a cruz. Ele nos substituiu na cruz do Calvário para não pertencermos mais a nós mesmos, mas a Ele. Paulo declara esta verdade em Romanos: “Porque nenhum de nós vive para si, e nenhum de nós morre para si.Pois, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De modo que, quer vivamos, quer morramos, somos do Senhor” (Rm 14.7-8). Então, o prazer do líder cristão é servir à semelhança do seu Senhor. O seu coração se enche de alegria por poder fazer bem aos outros do mesmo modo que Jesus, pois Ele andava por toda a parte fazendo o bem, e curando todos os oprimidos pelo diabo, porque Deus era com Ele, como relata Atos 10.38. Não é possível conduzir pessoas sem um coração de servo. É impraticável orientar pessoas sem se submeter à orientação do Mestre. Uma marca distintiva do líder cristão é a disposição feliz de servir. O líder serve com a oração, com a orientação por meio das Escrituras, com as doações, com o encorajamento e com a exortação. O líder cristão é proativo e não simplesmente reativo. Ele tem a capacidade dada por Deus de estimular e mobilizar pessoas para servirem ao Senhor e ao próximo comamor. Jesus nos ensina que servir é dar-se em beneficio do próximo. Facilitar a vida dos que sofrem. Viver uma vida de empatia e simpatia; sabedoria e ternura; justiça e verdade; mansidão e piedade. Uma vida cheia da graça de Deus. Na verdade, só lidera com graça aquele que experimentou a Graça de Deus em Cristo Jesus. Liderar é servir com dons e talentos. É reconhecer suas limitações e depender do Senhor. Viver em fraqueza, consciente das falhas, mas, ao mesmo tempo, submeter-se a autoridade dAquele que tudo pode. O líder-servo olha para o exemplo de Cristo e foca as necessidades das pessoas. O seu prazer é abençoar. Orar pelas pessoas. Importar-se com elas. Trabalhar na dependência de Deus para vê-las bem-sucedidas. Para contemplá-las servindo no espírito de Cristo. Servir com amor, temor e tremor é a arte da liderança genuina mente cristã. Lideremos, como pastores, as ovelhas de Cristo com o amor dEle. Sejamos graciosos em todo o tempo. Perdoemos com o perdão dEle. Sirvamos com o serviço dEle. Vivamos dia após dia a Sua vida neste mundo. Exerçamos a nossa influência a partir do caráter de Cristo Jesus. Como líderes que servem, sejamos cheios do amor do Pai, da graça de Cristo, o Filho, e do poder do Espírito Santo.
Oswaldo Luiz Gomes Jacob
O Jornal Batista