“Jovens, eu escrevi a vocês, porque são fortes, e em vocês a Palavra de Deus permanece, e vocês venceram o Maligno.” (1 João 2.14). Esta é a essência do jovem: força, vitalidade, ânimo, motivação. O jovem que dese- ja fazer aquilo que lhe interessa não encontra barreiras e dificuldades suficientes para pará-lo. Ele estuda, trabalha e ainda encontra tempo para namorar, ter momentos de lazer, etc. Assim é o jovem!

A música está impregnada em tudo, exatamente em tudo! Liga-se a televisão e a cada minuto toca uma música: propagandas, programas, noticiários, etc.; smartphones e tablets que guardam aquela música favorita para se ouvir quando quiser; nas rádios; na rua; nas lojas; em supermercados; en m, em tudo há música! Na vida do jovem isto não é diferente… Ele ouve música o tempo todo e é in uenciado radicalmente por aquilo que ouve… Um grande problema que o assola é a massa musical negativa que cai tão facilmente na “boca do povo”. A população brasileira aceita qualquer coisa e qualquer sílaba combinada com um ritmo faz suces- so nesta nação. Por que, principalmente entre os jovens, isto acontece? Será que não lhes é dado a oportunidade de conhecer a vasta cultura musical de qualidade que há neste país? Será que querem novidade? Estar na moda? São questões que merecem nossa atenção.

Um jovem músico: Conheci a música com três anos de idade, graças a minha mãe, professora de música. Aos cinco anos iniciei minha participação musical na igreja, utilizando os dons e talentos que o Senhor me deu para servi-lo e adorá-lo. Nunca me imaginei ministro e hoje não me imagino fora do ministério. Creio firmemente que Deus sempre me preparou para servir integralmente como ministro de música, pelas experiências musicais que tive desde cedo. Sou ministro de música da Primeira Igreja Batista em Umuarama há um pouco mais de três anos, e, com muito a aprender, sou realizado pelo o que faço e feliz em poder viver a música na igreja. A música, desde sempre, fez parte da minha vida e principalmente a música na forma de adoração a Deus.

A música sem sentido: Estudei e estudo música regularmente, e, para ser sincero, não vejo nenhum sentido na música se não para adoração a Deus. De que vale tocar e cantar se não for para adorar ao Senhor, Aquele que é dono de tudo e nosso Criador? É necessário entender que fomos criados para o louvor da glória de Deus. Na verdade, Deus não precisa do nosso louvor para ser adorado, mas volta-se àquele que O adora em espírito e em verdade. Caro leitor, lembra-se da essência que faz o jovem: força, vitalidade, ânimo, motivação? Agora imagine tudo isto voltado para adorar a Deus… Não seria incrí- vel? A melhor fase da vida para servir ao Senhor e viver igreja é na juventude, porque nesta fase estamos “a todo vapor”, e eu, como jovem, amo estar na igreja, cantar, to- car, servir e me sentir útil na obra. Jovem que ama a Deus ama estar na igreja servindo com alegria!

Para concluir, nada fora da igreja nunca foi inte- ressante o bastante para chamar a minha atenção, porque sempre entendi o valor e a importância de ser cristão. Jovem cristão de verdade é jovem disposto a servir; jovem cristão é jovem disposto a ser útil em sua igreja; jovem cristão é jovem que tem seu coração voltado ao Senhor!

Luiz Henrique

Presidente da AMBAP

Siga a CBP!