Uma pesquisa realizada por alunos da Universidade Presbiteriana Mackenzie analisou se as crianças conseguem convencer seus pais de comprar o que elas querem, e quando conseguem, buscou entender como conseguem, com que ‘’truques’’ convencem seus pais a comprarem o objeto desejado.

Um dos principais resultados obtidos, não é novidade: a pesquisa mostrou que as crianças conseguem, sim, convencer seus pais a comprarem o que elas querem, sem- pre dão um jeitinho. Imploram, fazem cara de choro, e até mesmo fazem seus pais comprar dizendo que farão algo em troca, que varia entre obediência, estudos, afazeres do- mésticos, entre outros.

Avaliando nossa atitude como responsáveis, podemos destacar três lições que deixamos de ensinar quando cedemos a essa “pressão”:

Lidar com a ansiedade: “Eu quero isso agora!” Já ouviu essa frase? Nós precisamos ensiná-las a lidar com a ansiedade (Fp 4.6);

Ensinar que não podemos ter tudo o que queremos, mas Deus nos abençoa com tudo o que precisamos. Ao conversar com as crianças, podemos mostrar para elas quantas bênçãos o Senhor nos concede to- dos os dias (Sl 23.1);

Nossas crianças também precisam aprender a lidar com o NÃO! Tanto para falar, quanto para ouvir, precisamos estar seguros de que aquilo é o melhor, isso exi- ge maturidade. Como responsáveis nós pre- cisamos saber o que é melhor para nossas crianças e sim, dizer NÃO quando necessá- rio, e não ceder. (Mt 5.37).

Precisamos estar atentos quanto a que tipo de pessoas estamos formando. Esse tempo de crise nos ajudará a colocar em prática essas lições.

 

Simone Chana | Educação Cristã de Crianças CBP