Páscoa é Passagem, é Libertação para a vida

Deixem-me explicar…

A Primeira Páscoa fez parte de um grande plano de Libertação.

O antigo povo hebreu preparava-se para sair do Egito sob a liderança de Moisés.

Foi uma noite de muitos preparativos para a passagem

De uma vida de escravos

Para se tornarem livres.

 A escravidão equivale à morte,

escravizar equivale a tirar a vontade e a alma de alguém,

equivale a tirar sua vida.

Libertar-se da escravidão é viver de novo,

é renascer,

é estar sempre começando tudo de novo.

A história de uma outra Páscoa marcou para sempre a humanidade.

Estou falando da história da morte e ressurreição de Jesus Cristo.

Sua vida também foi marcada por símbolos e linguagens.

Páscoa é linguagem de libertação que começa hoje

Libertação do homem, da mulher, da criança,

Libertação de nós mesmos,

Do orgulho que nos separa,

Das diferenças que não nos permitem ver as semelhanças.

Páscoa é resgate,

Resgate do oprimido enganado e sufocado pelo que se faz mais forte.

Da criança condenada a ser mais uma,

Páscoa, libertação, resgate

Que desnuda, tira o véu

Traz para a vida.

Sua riqueza de história e significado

Sobressai-se ao sabor do mais doce.

Páscoa é reflexão, linguagem que liberta

Liberta para a verdadeira oração

Oração de amor

No andar sincrônico

Das palavras e da ação.

Páscoa é a imagem real que se faz Vida

Constrangido pelo amor

Doa a própria vida

Renasce para uma nova vida.

por Rosane Torquato – Dir de Ed Cristã da CBP