Evangelizar e discipular cada criança no estado do Paraná. Tarefa que nos parece óbvia, no entanto torna-se para todos nós um enorme desafio. Na verdade, um desafio do tamanho do Paraná.

As crianças estão nos lares, nas escolas, nas instituições sociais, nos hospitais, nas zonas urbanas, nas tribos indígenas ou comunidades étnicas, nas ruas das grandes cidades vítimas do crack.

Onde está uma criança também deve estar um missionário, não apenas aquele de carreira, enviado por uma agência missionária, mas sim um servo de Deus disposto a anunciar a elas que Jesus é a salvação.

Faz-se necessário que as igrejas desenvolvam um Programa de Evangelização de Crianças que exista para alcançar três objetivos principais: Mobilizar indivíduos para o grande desafio da evangelização e discipulado de crianças. É fundamental que exista na mente de todos nós a plena convicção de que levar uma criança a Jesus é garantir toda uma vida de devoção e obediência a Ele, é ter a certeza de que não haverá adultos perdidos na mais profunda escuridão vivendo toda a sorte de dor. Capacitar pessoas nas estratégias mais eficazes para evangelização e discipulado de crianças utilizando ferramentas existentes em nossa denominação e/ ou instituições cristãs sérias e renomadas no assunto, oferecendo clínicas, congressos, seminários, literatura adequada, capacitação continuada e acompanhamento missionário. Evangelizar e discipular crianças nos lares, escolas, instituições sociais, hospitais, zonas rurais, tri bos indígenas e comunidades étnicas, regiões assoladas pelo crack com projetos específicos para cada am- biente, utilizando materiais de nossa denominação e/ou instituições parceiras para alcance deste objetivo.

Sonhamos ver por todo o Paraná gente comprometida em levar a única mensagem capaz de mudar o presente e o futuro de nossas crianças: Jesus Cristo.

Você, crente em Jesus, servo do Deus Altíssimo, é parte fundamental deste sonho. Queremos que você conheça um pouco mais sobre a criança e como se processa seu desenvolvimento a fim de que a forma para apresentar a mensagem seja clara, objetiva e atraente para milhares de crianças.

Não pretendemos ter a palavra final em evangelização de crianças, queremos sim despertar em você interesse, motivação, envolvimento e dividir pensamentos, reflexões, experiências de quem há anos trabalha para levar crianças a Jesus.
Esperamos que Deus desperte em seu coração o desejo profundo de ser parte do plano de Dele para salvação de todo aquele que crê inclusive as crianças. Sua tarefa será comunicar o evangelho, o resto deixa com aquele que muda destinos e corações: Jesus Cristo.

No fim do último século foi escrito um panfleto inti- tulado “A Janela 10/40: Alcançando ‘o núcleo do núcleo’”. Nos primeiros anos deste novo século, há um novo foco missionário: “A Janela 4/14”, embora num sentido diferente, ela também pode ser chamada de “o núcleo do núcleo”. “A Janela 10/40” se refere a uma ja- nela geográfica; a “Janela 4/14” se refere a uma janela demográfica – um período de vida de 10 anos entre as idades de 04 – 14 anos.

Líderes cristãos de todo o Brasil estão se unindo para fazer um apelo urgente para que consideremos a importância estratégica e o potencial de 35% da popu- lação brasileira, segundo o IBGE, de crianças e adolescentes na «Janela 4/14». É fundamental abrir seu cora- ção e sua mente para a ideia de alcançar e levantar uma nova geração dentro deste vasto grupo – uma geração que pode experimentar uma transformação pessoal e pode ser mobilizada como agente de transformação por todo o mundo, a começar pelo Paraná. Nossa visão e esperança é maximizar seu impacto de transformação enquanto são novos, e os mobilizar a um contínuo im- pacto pelo resto de suas vidas.

Se desejamos ver igrejas missionárias, é preciso conduzir pessoas a Jesus, o que inclui as crianças, tornando-as discípulos, batizando e ensinando a guardar todas as coisas que Jesus mandou. Esta é a ordem que recebemos na Grande Comissão. Criança com coração missionário é criança alcançada para Cristo. Não há como termos crianças missionárias enquanto elas estiverem longe de Jesus. Formar uma nova geração de servos em Cristo é responsabilidade de todos nós. Trabalhemos juntos para levantar uma nova geração de pessoas que amam a Deus!

 Jaqueline da Hora Santos-Missionária da JMN