Inúmeros personagens bíblicos são referenciais para as nossas vidas. Neles encontramos preciosas lições de fé, obediência, devoção e amor a Deus. A Bíblia é tão maravilhosa que nela podemos aprender até mesmo com os erros dessas pessoas. Ela não os oculta. São centenas de personagens. Homens e mulheres que têm muito a nos ensinar. Contudo, apenas um foi considerado pelo próprio Deus “O homem segundo o Meu coração” (I Samuel 13.14; Atos 13.22). Esse foi Davi. A grandeza desse homem me encanta. Sua intimidade com o Senhor me fascina. Seu nome é um dos mais importantes da história de Israel e do cristianismo. Quando Bartimeu, o cego, chama a Jesus de “Filho de Davi” (Marcos 10.47), é a primeira vez que aparece essa expressão no Evangelho de Marcos. É um título messiânico. Jesus era descendente de Davi, o que ocuparia o trono. Bartimeu, o cego e mendigo, no limite de sua miséria humana e espiritual, foi usado por Deus para trazer para o Evangelho de Marcos o cumprimento de Ezequiel 37.24-25. Deus realmente usa pessoas que não imaginamos. Pensemos nisso. Mas a grandeza de Davi não para por aqui. Depois do nome de Jesus, o primeiro nome que aparece no Novo Testamento é o de Davi (Mateus 1.1). O último nome a aparecer nas páginas do Novo Testamento, antes do nome de Jesus, é Davi (Apocalipse 22.16). O Novo Testamento se inicia e se encerra falando de Davi. Depois de Jesus Cristo, o nome de homem mais citado na Bíblia é Davi. E desde que ele surge na Bíblia, boa parte da Escritura passa a orbitar ao redor dele. Pois é dele que viria o Messias. Além da relevância histórica e teológica, há também a importância da devoção de Davi. Ele era um homem que amava a Deus. Quando lemos os muitos Salmos que foram escritos por ele constatamos sua intimidade e submissão diante do Senhor, e um coração aberto ao arrependimento, quando havia algo errado em sua vida. Ele usava palavras que realmente expressavam seus mais profundos sentimentos. Era um homem que amava a Deus. E essa mesma sensibilidade ainda toca os nossos corações. Quem nunca foi abençoado lendo algum Salmo de Davi? Quem nunca foi tocado pela beleza dessas palavras? “O Senhor é meu pastor e nada me faltará.” (Salmo 23.1); “Esperei com paciência no Senhor , e Ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor.” (Salmo 40.1); “Alegrei-me quando me disseram: Vamos à Casa do Senhor.” (Salmo 122.1); “Senhor, Tu me sondaste, e me conheces.” (Salmo 139.1); “Eu te amo, ó Senhor, força minha.” (Salmo 18.1). Essas são apenas algumas palavras escritas por Davi. Aproveito para desafiar você a ler o livro de Salmos com o coração aberto, meditando em cada verso. Sem dúvida alguma será uma leitura muito proveitosa. Pois são palavras que tocam os nossos corações; trazem-nos edificação. Levantam-nos em um momento de tristeza. Acalmam a nossa alma em um momento de angústia. Orientam-nos em um momento de indecisão. Assim era Davi, um homem com suas falhas e pecados, gente como a gente. Assim era Davi, uma pessoa de Deus, assim como nós. Davi era, acima de tudo, um homem que amava a Deus. Um grande exemplo a todos os homens Batistas.

 

Edson Landi | Pastor da Igreja Batista no Guanabara Campinas – SP