Alguns eventos e ou acontecimentos são difíceis de interpretar, e, para tanto, é necessário atentar ao agir divino para que não haja murmuração, especialmente em momentos que Deus quer intervir no cotidiano, mudando o curso da história, transformando nossas rotinas, interferindo divinamente em favor do reino de DEUS!

Essa é a experiência que vivemos no dia 14 de setembro último. Um temporal atingiu toda a nossa região destruindo o telhado do templo da Oitava Igreja Batista de Maringá, inclusive o gesso que acabávamos de reformar.

Percebemos imediatamente o valor da cooperação e da comunhão associacional, pois imediatamente nosso gerente de relações da convenção Pr. Claudio Ribeiro mobilizou o ministério COVO, Construtores Voluntários, e as igrejas da associação, imediatamente recebemos o contato do irmão Jamil, com a notícia que um grupo de homens estavam se mobilizando para a viagem, simultaneamente as igrejas coirmãs ajuntaram-se enviando recursos financeiros.

Dois dias depois chegaram ao templo os heróis, munidos de ferramentas, e instrumentos de trabalho, porém, poucos munidos de vigor suficiente para dar cabo de tão grande missão. Chamo-os heróis exatamente porque não tendo condições físicas consistentes, foram além de suas forças, motivados pelo amor a cumprir uma missão, e, chamados pela fé, empenhados com o compromisso denominacional, ousaram ir além no socorrer desta congregação que ficou restaurada em dois dias de trabalho árduo. O testemunho destes homens, Construtores Voluntários, promoveu a união, e impactou vidas para imprimir uma experiência cristã que transcende a visão do espaço de conforto da prestação do cultos e entrega de louvores instrumentais e harmônicos, substituídos pelos sons de furadeiras, martelos e gritos de joga a telha.

Glorificamos à Deus pela visão de reino, devotamos nossa gratidão ao Senhor pela experiência do temporal. Alegremente proclamamos hoje: a união ampliou os limites das forças e o amor derrotou a inércia.

Edson Lima | Pastor da Oitava Igreja Batista de Maringá

Siga a CBP!